Roda Criativa na Obra do Berço #LiteraturaInfantil #RodaCriativa #oficina #RJ #fotos

 

Roda Criativa da Francisca com os alunos das duas turmas do Maternal da Obra do Berço. A instituição de assistência social, sem fins lucrativos, atende crianças na faixa etária de 6 meses a 6 anos, cujas famílias estejam em situação de vulnerabilidade social. O corpo docente faz um trabalho maravilhoso e a diretora Sinai é uma apaixonada pela causa. A Obra do Berço sempre precisa de novas doações/captações de recursos para manter o excelente trabalho que é desenvolvido por lá. Conheça mais fazendo uma visita ao site da instituição: www.aobradobercorj.org.br.

Instagram da ChicaColorida: ww.instagram.com/chicacolorida

Instagram da Obra do Berço RJ: ww.instagram.com/obradobercorj

Fotos de Paulo Renato Colombiano

Feira Multicultural Santa Mix #ProgramaçãoInfantil #evento #oficina #RJ #fotos

A Feira Multicultural Santa Mix, no Parque das Ruínas, em Santa Teresa, pintou de última hora e, mesmo no improviso, deu tudo certo! Adoramos participar! Que venham outras!

 

Confira nossa página no Facebook clicando AQUI!

Livros que ensinam #DicaDaChica #leitura #LiteraturaInfantil @reabme

Continuamos descobrindo diversos livros infantis lindos, que seguem a mesma temática que os nossos, abordando temas contemporâneos com uma visão otimista, para contribuir com uma educação inclusiva.

A Ana Leite, do site Reab.me, espaço online com conteúdo que abrange desde questões conceituais básicas, como definições sobre doenças e tratamentos, até assuntos práticos, como orientações à familiares e profissionais sobre métodos e recursos; movimenta as redes sociais com diversas dicas, e lá encontrei o livro ‘A vovó virou bebê’.

O livro conta a história de Sofia e de sua avó Dorinha, que sofre com Alzheimer, e relata diversos fatos que acontecem na vida de tantas famílias que precisam lidar com a doença, além das perguntas curiosas dos netos que notam que “tem alguma coisa diferente com a vovó”.

Um livro bastante sensível, que ensina para as crianças sobre a enfermidade e passa a mensagem de que os melhores remédios para cuidar dos parentes que adoecem são paciência, amor e carinho.

Mais um livro que ensina!

Venha colorir nos dias 12 e 13/12 no #evento #Ipiranga70 #diversão #grátis #Rio #FoodTruck #música #arte #gastronomia #ProgramaçãoInfantil

Nos dias 12 e 13 de dezembro, o Instituto Sociedade Amante da Instrução (ISAI), instituição sem fins lucrativos que atende 160 crianças carentes de 5 a 11 anos vai realizar, no bairro de Laranjeiras, um evento beneficente para os festejos de Natal. O ‘Ipiranga, 70‘ busca arrecadar recursos para obras e melhorias dos espaços das crianças.

O evento contará com gastronomia, música, arte e atividades infantis. O Mundo Colorido de Francisca não poderia ficar de fora. Vamos estar lá brincando muito! Além da festa ao ar livre, o evento promoverá, ainda, visitas guiadas pelo prédio de arquitetura colonial, para matar a curiosidade de quem nunca passou pelos portões da casa.

Chica_ISAI

O Instituto Sociedade Amante da Instrução é localizado na Rua Ipiranga 70.

FoodTrucks e Bikes confirmados:

TapiRoad
Burgertopia
Oinc Point
Upgrade
Beer 21
Empório de Minas
Los Mendozitos
Paleta Carioca
Brasileiríssimo Gourmet
Original
Le Petit Paris
La Furgoneta
Don ConeOne (Bike)
A Peregrina
Suco Que Beleza

Expositores confirmados:

Eu Vi Primeiro
Regina Costa – Joalheria Autoral
Livia Costa Joias
Knoty Knots
O Pão
Laboratório Di Pasta

Para ouvir  no sábado – 12/12:
Dj Ricardo Carvalho
15h – Lars Hokerberg e banda
17h – Thiago Martins e Dudu Azevedo
18h – The Peixes
19h – Forró de Rabeca

E no domingo – 13/12:
Dj André Pinguim
15h – Último Copo
16h – Devir
17h – Cardosão
18h30 – Don Pablito
20h – Makinando

– Para as crianças
Brinquedos | Oficina de colorir: ‘O mundo colorido de Francisca’, com Carol Graciosa – 12 e 13/12, às 15h

– Para matar a curiosidade
Visita guiada pelo casarão

– Espaço pic-nic!

Serviço:

12 e 13 de dezembro
12h às 21h
Rua Ipiranga, 70 – Laranjeiras

 

3a #FLIVA #FeiraLiterária #literatura #livro #Valença #SulFluminense #foto #evento #ProgramaçãoInfantil

O Mundo Colorido de Francisca participará da #Fliva – Feira Literária de Valença no feriado do Dia das Crianças #livro #LiteraturaInfantil

Estaremos, mais uma vez, na Fliva, com oficina no dia 9 de outubro, para comemorarmos o Dia das Crianças com muita alegria! Veja a programação completa no site do evento: www.fliva.com.br. Até lá!

Fliva_09

E as crianças nos ensinam sobre #aceitação, #diversidade e #inclusão. #educação #LiteraturaInfantil #livro #literatura

MPB_CoverOnly_HR-300x300Aqui no blog sempre falamos em diversidade e inclusão e nunca em aceitação. A aceitação permeia os conceitos, tanto de diversidade quanto de inclusão, mas o site do livro My Princess Boy (Meu menino é uma princesa, em tradução livre) me chamou a atenção para o uso da palavra em si.

A americana Cheryl Kilodavis escreveu o livro originalmente para explicar e apoiar a preferência de um de seus filhos por ‘coisas bonitas’, consideradas femininas, como roupas de balé, a cor rosa e vestidos brilhantes de princesas.

O controverso livro explora a identidade de gênero e a tolerância. My Princess Boy tornou-se um movimento de aceitação para cada criança que já se sentiu discriminada ou incompreendida pelo simples fato de ser diferente das demais.

Em fevereiro deste ano a Revista Nova Escola nos presenteou com uma matéria de capa bastante polêmica, para refletirmos sobre sexualidade e gênero, ‘Educação sexual: precisamos falar sobre Romeo…‘.  Na maioria das vezes a escola trata com preconceito quem desafia as normas de papéis masculinos e femininos.romeuNovaEscola

Mas como lidar com um aluno que se veste de princesa? Cheryl conta o que fez e fala em “amizade incondicional”. Quando ela notou que o filho pudesse sofrer bullying na escola por usar um vestido ao invés de roupas masculinas, ela procurou a professora para uma conversa.

A professora dividiu os anseios de Cheryl com outros educadores e responsáveis e um plano foi traçado para apoiar tanto o filho dela quanto outras crianças que se expressam de forma diferente.

Debates sobre tolerância são uma das melhores respostas ao bullying, e podem ajudar a fazer o mundo voltar ao que é mais básico e importante: compaixão. Como podemos ter mais compaixão uns com os outros? Com comprometimento, esforço e amor, afirma Cheryl.

Ao viajar para contar sua história em seminários e capacitações, Cheryl sentiu necessidade de produzir um material que ajudasse na cruzada pela aceitação. Ela desenvolveu o que chamou de The Acceptance Curriculum – O Currículo da Aceitação.

O currículo proposto por Cheryl pretende ajudar na facilitação de conversas sobre aceitação, ensinando o poder de parar para ouvir e entender como cada criança expressa a sua própria singularidade. Somos todos diversos e merecemos ser aceitos e compreendidos.

“A escola, que deveria abraçar as diferenças, pode ser o ambiente mais opressivo que existe”, defende Iana Mallmann, 18 anos, ativista contra a homofobia. “Muitos ainda abandonam as salas de aula por não se sentirem bem nesse espaço”, completa Beto de Jesus, secretário para América Latina e Caribe da Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, pessoas Trans e Intersex (Ilga, na sigla em inglês). Revista Nova Escola, fevereiro/2015

PrincessBoy

Dyson, o caçula de Cheryl, brincando de ser feliz.

O professor, facilitador ou responsável, por meio das atividades d’O Currículo da Aceitação, pode ajudar cada criança a acreditar que a aceitação é possível, e que existe um lugar seguro para todos reconhecerem as diferenças uns dos outros e serem quem são.

Cheryl conta que foi seu filho mais velho, então com 6 anos, quem a fez “acordar” para a aceitação do mais novo. Enquanto ela proibia o caçula de usar e brincar com as “coisas de meninas”, o mais velho disse: “Por que você não pode simplesmente deixá-lo ser feliz, mãe?”

Essas e outras nos levam a crer que as crianças sempre têm as respostas, e os adultos as esquecem com o tempo.