A aquisição do conhecimento é um processo capaz de ser desenvolvido

marianaleme

É preciso buscar prazer e sentido no que se almeja aprender .:. Foto de Mariana Leme

Há pessoas que não sabem fazer cálculos que envolvam porcentagem, por mais que alguém tente explicar a elas a lógica de multiplicar o número em questão pelo valor percentual e depois dividir por 100 para obter o resultado. “Não adianta, não consigo aprender”, é o que elas costumam dizer, já com a calculadora em mãos. Outras colecionam diplomas de desistência em escolas de idiomas. Frequentam algumas aulas, balbuciam algumas frases… E acabam repetindo o mesmo lamento de incapacidade, julgando que jamais vão aprender a se comunicar em uma língua que não seja a materna. E você? Também tem uma listinha particular de ‘não consigo’? É hora de rever essa sentença e encontrar os males que a alimenta.

Eu consigo, sim!

Para começar a descortinar a capacidade cognitiva que todos nós, sem exceção, temos, vale a pena conhecer a frase “Nasceu gente, é inteligente”. Ela foi cunhada pelo educador suíço Jean Piaget (1896-1980), biólogo que dedicou a vida à observação científica do processo de aquisição de conhecimento pelo ser humano. Categoricamente, ele desmonta a crença de que a inteligência trata-se de uma bênção concedida somente para alguns poucos iluminados.

“Desde o nascimento até a hora da morte, todo ser humano tem potencial para aprender algo novo”, explica Esther Pillar Grossi, doutora em Psicologia da Inteligência pela Universidade de Paris. “Porém, a inteligência é um processo a ser construído e precisa de uma série de oportunidades para acontecer.”

Então, certamente, as aulas de inglês “que não entram na cabeça” precisam de mais dedicação e interesse do aluno ou de um professor que saiba trabalhar o conteúdo de uma maneira diferente.

“Muita gente que diz não conseguir aprender, na verdade, quer alcançar o resultado queimando fases, sem esforço ou disciplina”, fala Lino de Macedo, professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Por isso mesmo, é importante buscar prazer e sentido no que se almeja aprender. “As oportunidades estão presentes no dia a dia e não somente na escola”, diz Esther.

Trecho retirado do sítio Educar para Crescer / FAMÍLIA .:. Texto Redação Bons Fluidos
Todos podem aprender
A inteligência não é um dom. A aquisição do conhecimento é um processo capaz de ser desenvolvido por qualquer um. Basta saber como
Publicado em 21/12/2009 16:00

Deixe um comentário bem colorido ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s